Paprika

Paprika - Dublado


Atendendo a Pedido

Paprika (Japão, 2006)
Dirigido por: Satoshi Kon
Com as vozes de: Megumi Hayashibara, Tôru Furuya, Kôichi Yamadera, Katsunosuke Hori, Toru Emori, Akio Ôtsuka, Satomi Koorogi...

Paprika é o mais recente trabalho do japonês Satoshi Kon, que já dirigiu clássicos da animação como "Perfect Blue" , "Tokyo Godfathers" e a série de anime "Paranoia Agent". O filme estréiou dia 25 de novembro de 2006 no Japão.Baseado no livro de Tsutsui Yasutaka, o filme conta a história de uma psicoterapeuta chamada Chiba Atsuko (dublada por Megumi Hayashibara, uma das melhores e mais versáteis dubladoras do Japão). Ela trabalha num hospital onde desenvolveram um equipamento chamado Mini DC. O aparelho permite que os sonhos dos pacientes sejam visualizados e gravados em computador, além de permitir que outras pessoas possam interagir nos sonhos. O Mini DC foi utilizado no tratamento de algumas doenças como depressão. Porém alguém roubou alguns aparelhos, o que pode colocar em risco a vida de muitas pessoas!
Atsuko possui um alter-ego, Paprika: uma jovem atraente, animada e apimentada. E como tudo é possível nos sonhos, é com essa aparência que ela atua. A história em si é muito abstrata, uma ficção científica eletrizante com excelentes efeitos especiais. Os estúdios Madhouse capricharam muito e é fácil se esquecer que se trata de um desenho, tamanha é a perfeição das imagens.
Em alguns momentos a trama lembra "A cela" ou "Dreamscape, a morte nos sonhos", principalmente pela situação de se entrar dentro do subconsciente de terceiros. Mas, diferente destes filmes, Paprika possui um ótimo senso de humor e um ritmo frenético bem japonês. As seqüências de sonhos são delirantes, com objetos semoventes ao som das energizantes músicas de Susumu Hirasawa (que também compôs a trilha sonora de "Paranoia Agent").
Para quem não conhece a obra de Satoshi Kon, pode achar o filme maluco até demais. Mas a história faz sentido, basta prestar atenção e acreditar. Uma vez mergulhado nesse universo fantástico e alucinógeno é impossível deixar de se divertir.
Aguarde mais postagens de Paprika